sábado, 18 de fevereiro de 2017

Normal É Ser Diferente - Grandes Pequeninos

CANÇÕES INFANTIS 2014



Música para quê? 

Realizar esse tipo de trabalho ajuda a melhorar a sensibilidade das crianças, a capacidade de concentração e a memória, trazendo benefícios ao processo de alfabetização e ao raciocínio matemático. "A música estimula áreas do cérebro não desenvolvidas por outras linguagens, como a escrita e a oral. É como se tornássemos o nosso 'hardware' mais poderoso", explica a pedagoga Maria Lúcia Cruz Suzigan, especialista no ensino de música para crianças. Essas áreas se interligam e se influenciam. Sem música, a chance é desperdiçada. Segundo Maria Lúcia, quanto mais cedo a escola começar o trabalho, melhor. "Essa linguagem, embora antes fosse mais comum, faz parte de cultura das crianças por causa das canções de ninar e das brincadeiras. O pouco que ainda resta abre um oportuno espaço para o trabalho na escola." 
Se você já sabe que a linguagem musical é importante para as crianças, mas tem medo, se acha desafinado, não toca um instrumento e não sabe por onde começar, os pesquisadores da área procuram desfazer o mito de que é difícil ensinar música para crianças sem ser músico. "Não é complicado, só trabalhoso. Não se espera que o professor de música seja um músico, assim como não se imagina que o alfabetizador é um grande escritor", enfatiza Maria Lúcia. Ela criou nas prefeituras de Diadema e Itu, em São Paulo, um programa de capacitação dos professores da rede que inclui formação e planejamento de atividades. 


Para aprender coisas novas é necessário enfrentar a barreira do medo e quebrar o paradigma do dom. "Se você não é muito afinado, não faz mal, pode usar uma gravação e cantar com a criançada. Quando na escola há alguém que toca violão, essa pessoa pode fazer um acompanhamento", afirma Rozelis Aronchi Cruz, que coordena o projeto em Diadema. 



Se não há o amparo da rede de ensino, não desanime. "Aventure-se um pouco", defende José Henrique Nogueira, que há 18 anos dá atividades de música na Educação Infantil e recentemente começou ensinar como se faz isso no curso de pedagogia da Universidade Católica de Petrópolis, no Rio de Janeiro. De início ele sugere a leitura do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. O volume 3 traz orientações para crianças de 0 a 6 anos e uma discografia. 



"Ajuda muito um planejamento das atividades que inclua a preocupação constante com a linguagem musical. A música não pode ficar restrita a eventos como festas e datas marcantes, mas deve ser uma prática diária", completa Elvira de Souza Lima, pesquisadora em desenvolvimento humano e orientadora dos programas de ensino musical das prefeituras de Blumenau (SC), Coronel Fabriciano (MG) e Guarulhos (SP).

Referências
Ver no site da Nova Escola

vídeo youtube  (https://www.youtube.com/watch?v=F2qftBT2924)

Curiosidades sobre o Carnaval


palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. O significado está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma e também com o controle dos prazeres mundanos. Isso demonstra uma tentativa da Igreja Católica de enquadrar uma festa pagã.
Na antiga Babilônia, duas festas possivelmente originaram o que conhecemos como carnaval. As Saceias eram uma festa em que um prisioneiro assumia durante alguns dias a figura do rei, vestindo-se como ele, alimentando-se da mesma forma e dormindo com suas esposas. Ao final, o prisioneiro era chicoteado e depois enforcado ou empalado.
O outro rito era realizado pelo rei nos dias que antecediam o equinócio da primavera, período de comemoração do ano novo na região. O ritual ocorria no templo de Marduk, um dos primeiros deuses mesopotâmicos, onde o rei perdia seus emblemas de poder e era surrado na frente da estátua de Marduk. Essa humilhação servia para demonstrar a submissão do rei à divindade. Em seguida, ele novamente assumia o trono.
O que havia de comum nas duas festas e que está ligado ao carnaval era o caráter de subversão de papéis sociais: a transformação temporária do prisioneiro em rei e a humilhação do rei frente ao deus. Possivelmente a subversão de papeis sociais no carnaval, como os homens vestirem-se de mulheres e vice-versa, pode encontrar suas origens nessa tradição mesopotâmica.
As associações entre o carnaval e as orgias podem ainda se relacionar às festas de origem greco-romana, como os bacanais (festas dionisíacas, para os gregos). Seriam festas dedicadas ao deus do vinho, Baco (ou Dionísio, para os gregos), marcadas pela embriaguez e pela entrega aos prazeres da carne.

CARNAVAL PELO MUNDO

        O carnaval é uma festa popular que surgiu ainda na Antiguidade com intuito de celebrar os deuses pagãos e a natureza. Foi reconhecida pela igreja e incluída no calendário cristão depois de muitos séculos, ainda hoje é comemorada no mundo inteiro. Possui características diferentes em cada país que o festeja.
          A origem do carnaval é incerta, mas acredita-se que tenha surgido na Grécia por volta do ano 520 a.C. Era uma festa em que o vinho era fundamental e as pessoas se reuniam em nome do deus Dionísio com a única intenção de se divertirem, celebrar a chegada da primavera e a fertilidade. Esse tipo de comemoração se tornou popular em Roma durante os primeiros séculos da era cristã.
         O nome Carnaval vem de “Carne Vale”, seu significado está ligado ao fato dessa festa pagã acontecer durante os três dias que antecedem a quaresma, um longo período de privação, portanto era como uma despedida dos pecados da carne. Esse nome surgiu depois que a celebração foi legalizada pela Igreja Católica para coibir o que a instituição classificava como celebração pecaminosa. Ou seja, a celebração tinha como objetivo principal extravasar e fazer tudo que durante a quaresma era proibido.
       Em 1545, depois do concílio de Trento, mudou-se o calendário de Juliano para Gregoriano e o Carnaval passou a ser uma data oficial para os cristãos. Dessa forma, é reconhecida como festa popular de rua que sofreu uma série de modificações culturais até chegar aos dias de hoje.
        Esse cálculo foi estipulado para que não houvesse coincidência com o dia da Páscoa Católica e para que essa festa não ocorresse no mesmo dia da Páscoa Judaica. Assim, ela começa com o equinócio de primavera, no hemisfério norte, a partir dele é preciso saber em qual dia será a primeira lua cheia, pois a páscoa é comemorada exatamente no domingo depois dessa lua. Ou seja, sabe-se que a terça-feira de carnaval é aquela que antecede a Páscoa em 47 dias. No Brasil, a data é comemorada no outono, então começa a contar a partir do dia 21 de março, dia do equinócio no hemisfério sul.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

FÉ BAHÁ'Í PELA PAZ E UNIDADE NO MUNDO




ORAÇÃO


Ó Tu, Senhor Bondoso! Criaste toda a humanidade dos mesmos pais. Desejaste que todos pertencessem ao mesmo lar. Em Tua Santa presença, todos são Teu servos e todo o gênero humano se abriga sob Teu Tabernáculo. Todos se têm reunido à Tua Mesa de Graças e brilham pela luz da Tua Providência.

Ó Deus! És bondoso para com todos, provês a todos, amparas a todos, e a todos, e a todos concedes vida. De Ti, os seres recebem faculdades e talentos. Todos estão submersos no Oceano da Tua Misericórdia.

Ó Tu, Senhor bondoso!Une todos, faze as religiões concordarem e torna as nações uma só, para que se considerem todos como uma única família e tenham a terra como um só lar. Que se associem em perfeita harmonia.

Ó Deus!Ergue o estandarte da unicidade do gênero humano!

Ó Deus!Estabelece a Suprema Paz!

Enlaça os corações, ó Deus!

Ó Tu, Pai bondoso, Deus!Extasia os corações com a fragrância do Teu amor, ilumina os olhos com a Luz de Tua Guia; alegra os ouvidos com as melodias daTua Palavra e abriga-nos no Recinto da Tua Providência.

Tu és o Grande e o Poderoso! És o Clemente—Aquele que perdoa as faltas de toda a humanidade. 


Fé Bahá'í pela Paz e Unidade no Mundo.





Papa confia as intenções de oração para janeiro de 2016


Ó Senhor! Permite que todos os povos da terra obtenham acesso ao Paraíso da Tua Fé, de modo que nenhum ser criado permaneça além dos limites do Teu beneplácito. (...)



Louvor a Ti, ó meu Deus, por haveres volvido as faces dos Teus servos para a mão direita do trono das Tuas dádivas e feito desprenderem-se de tudo, menos de Ti, para que reconhecessem a Tua soberania e a Tua glória. (...)



Glorificado és Tu, ó Deus de todos os nomes e Criador dos céus. (...)


Meu Deus, Tu a Quem adoro e venero, Tu que és o Mais Poderoso! Dou testemunho de que nenhuma descrição, por qualquer criatura, jamais Te poderá revelar, ou louvor pronunciado por ser algum, Te expressar. (...)

Louvado seja o Teu Nome, ó Senhor meu Deus! Trevas caíram sobre todas as terras, e as forças do mal cercaram todas as nações. (...)

Meu Deus, a Quem venero e adoro! Atesto a Tua Unidade que és Uno, e reconheço as Tuas dádivas, tanto no passado como no presente. (...)